Letra de música e o ENEM

Letra de música e o ENEM

16/08/2018 0 Por Alexandre Emerson

O Gênero Letra de Música no ENEM

COLDPLAY – VIVA LA VIDA (ENEM 2010)

A letra de música, um gênero da linguagem verbal presente no ENEM, e está diretamente atrelada à linguagem musical. Sua existência pode demandar recursos tecnológicos diversos para ser produzida e executada: o instrumento musical, o disco, o toca-discos, o cd player, o amplificador, o microfone, dentre outros. Por essas peculiaridades, para descrever-se este gênero é importante considerar que ele está agregado a outra linguagem.

As linguagens envolvidas em uma letra de música (verbal e musical) devem ser sempre pensadas juntas, para que a letra de música não seja confundida com o poema. Embora haja poemas musicados, trata-se de dois gêneros textuais que se diferem desde suas composições. Quanto ao suporte, mesmo sendo essencialmente oral, as canções materializam-se na escrita no processo de composição do autor e têm suas letras registradas em encartes de discos, revistas musicais, de cifras, sites musicais, livros didáticos, catálogos, etc. Sendo, então, veiculada pela letra impressa e pela voz humana.

A letra de música é um gênero do domínio artístico, o que muito amplia suas funções e não enrijece suas formas. Uma análise geral desse gênero nos leva a perceber que a letras normalmente se estruturam em estrofes com versos, possuem métrica, figuras de linguagem, rimas, liberdade quanto às regras normativas da sintaxe, exploram a sonoridade e o ritmo. O texto evoca o lirismo, com a enunciação de sentimentos subjetivos: o eu procura expressar
suas emoções, sua experiência pessoal, sua interpretação e crítica da vida por meio do signo verbal. Este gênero permite repetições e quebras de frases, palavras, sílabas e sons, devendo maior obediência às exigências do curso melódico e rítmico. O texto pode ter pouca coerência, pois os sentidos que faltarem podem ser preenchidos pela melodia

Quanto às funções, as letras de música apresentam, além da faceta poética, de prazer estético e deleite, a letra de música pode atuar sócio discursivamente como instrumento de resistência política ou, pelo contrário, como valorizadora do sistema vigente.

LICENÇA POÉTICA
Como o próprio nome já diz, a licença poética concede uma certa liberdade ao artista para que ele possa expressar toda a sua criatividade, sem estar preso às regras gramaticais ou métricas. Quando o artista faz uso da licença poética, nós leitores, podemos encontrar textos criativos, nos quais o autor pôde usar as palavras do seu jeito, sem seguir às regras. O artista pode manipular as palavras de várias formas:- Rimas falsas,Versos com métrica irregular, Temas obscenos em época de moralidade, Palavras “aparentemente erradas” (uma forma de brincar com as palavras), Vocabulário mais próximo do cotidiano

METÁFORAS
Metáfora é a comparação de palavras em que um termo substitui outro. É uma comparação abreviada em que o verbo não está expresso, mas subentendido. Por exemplo, dizer “o meu amigo é um um touro, levou o móvel pesado sozinho”. Obviamente que ele não é um touro nem se parece fisicamente com o animal, mas está tão forte que faz lembrar um touro. Neste exemplo, existe a comparação da força do animal e do indivíduo.

Esta figura de linguagem corresponde na substituição de um termo por outro através de uma relação de analogia. É importante referir que para que a analogia possa ocorrer, devem existir elementos semânticos semelhantes entre os dois termos em questão.

Um exemplo clássico de metáforas em letra de música é da banda coldplay – Viva la vida – presente na prova do enem de 2010

 

 

 

 

 

 

 

 

COLDPLAY – VIVA LA VIDA
I used to rule the world
Seas would rise when I gave the word
Now in the morning, I sleep alone
Sweep the streets I used to own

I used to roll the dice
Feel the fear in my enemy’s eyes
Listen as the crowd would sing
Now the old king is dead! Long live the king!

One minute I held the key
Next the walls were closed on me
And I discovered that my castles stand
Upon pillars of salt and pillars of sand

Ex1: “seas would rise when I gave the word”
Nesse exemplo essa pessoa era muito poderosa, seu poder era tanto que com uma mera palavra as oportunidades e problemas se abriam, resolviam como num piscar de olhos

Ex2: “Roll the dice”
Jogo de azar, o ato de rolar os dados e ver as possibilidades aparecerem, se sim, se não, o certo e o errado
oportunidades que poderiam surgir ou não.

Ex3: “Upon pillars of salt and pillars of sand”
Um castelo feito de material volatil não tende a durar, seu castelo foi erguido em uma fundação
feita de areia e sal, e como essa base não se fortalecia pode perder tudo.

O problema das metáforas caros alunos, é a tradução que precisa ser contextualizada
e nunca ao pé da letra, lembre que no ENEM esse gênero vem ganhando notoriedade e recorrente
prepare-se!

Anúncios