Bilíngue sem franquia?

Bilíngue sem franquia?

Certificado de reconhecimento da escola como centro aplicador dos exames CAMBRIDGE BR 152

Olá! Me chamo Alexandre Emerson, e em uma série de vídeos e posts, vou te ensinar passo a passo em como inserir na sua escola um programa bilíngue do zero e o melhor SEM ADERIR A FRANQUIAS!

QUEM É ALEXANDRE EMERSON?

Nesse primeiro post vou me apresentar para justificar a expertise no assunto. Sou formado em Letras – inglês, português e literatura, tenho duas especializações, docência e educação. Sou fundador do centro aplicador dos exames Cambridge BR 152, sou speaking examiner credenciado por Cambridge/ESOL, Tenho dois livros publicados, e lançando o terceiro agora em 2018.

PROGRAMA BILÍNGUE E CENTRO CAMBRIDGE

Primeira entrega dos certificados CAMBRIDGE para 70 alunos

Em 2013 criei o programa bilíngue de uma escola privada na cidade do Natal/RN (FACEX DUAL LANGUAGE), com um diferencial: tornei a escola centro aplicador dos exames Cambridge junto com o programa. Ao final de cada ano, os alunos se submetem as certificações YLE – Starters, Movers, Flyers, KET, PET, FCE.

Para esse feito não obtive ajuda, nem consultoria sobre como montar um centro dentro da escola, não existe literatura, não existe manual, e as pessoas que tem esse conhecimento, fazem questão de não falar sobre. Trocando em miúdos tive que me virar nos 30! pesquisei em fóruns e até que após muito garimpo, encontrei um link que me levou as pessoas certas, e um bom networking fez a diferença, não foi fácil! mas me tornei o primeiro center manager de um centro Cambridge no RN.

FRANQUIAS E CERTIFICAÇÕES

Não sei como funciona na sua cidade, mas sei que as franquias detêm o poder dessas certificações, poucas escolas conseguem esse feito. Sempre disse aos mantenedores da escola na qual trabalho, que não precisavam aderir a franquias e ficarem reféns de planos mensais, anuais, materiais..etc às vezes, tendo mais gasto do que lucro efetivo com as taxas de franquia, mensalidades, etc

Pensando nessa máxima, fiz tudo do zero: montei o projeto político pedagógico, selecionei as metodologias – fiz a união: CLIL, método dual language com  communicative language teaching e lexical approach.

COMO FUNCIONAVA ESSE PROGRAMA?

Formando os professores nas métricas das provas orais

Criei uma moeda própria que bonificava as atividades em sala e eles trocavam em prêmios usando nos eventos internos (Flea Market, halloween, flag football..etc), selecionei e formei a equipe de professores, criei o tipo de avaliação (speaking, writing, reading and listening), padronizei a prova oral para atender o framework europeu, criei um programa paralelo de resgate do aluno novato com aulas extras para inserção dentro das turmas, entre outros processos inerentes ao bilíngue.

CONCLUSÃO

O bilíngue nos dias atuais serve de referência quando se fala em um programa de inglês dentro de escolas, o que me rendeu consultorias em escolas locais e supervisão em outras que já tinha um programa de franquia contratado.

Ficou curioso para ouvir um pouco mais? E já se animou para iniciar o seu programa bilíngue longe de franquias? Então acompanhe meus posts e em breve videos no youtube junto com um curso online sobre como começar do zero!

Dúvidas?

contato@alexandreemerson.com

 

Anúncios

Achou massa? comenta aí!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.